terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Sonhar, sonhei

Olá navegantes, surfantes da internet, net para os íntimos. Estou aqui novamente, neste dia 3 de fevereiro, para conversar com vocês meus amiguinhos. Hoje mergulhei de cabeça no estágio, finalmente fiz o que sou pago para fazer. Hehhehe. Claro que é brincadeira, mas 'toda brincadeira tem um fundo de verdade', não é? Trabalhei. Cheguei em casa exausto, almoçei e dormi a tarde inteira. Então foi aí que aconteceu duas coisas que geralmente não acontecem. A primeira: eu sonhei. A segunda: choveu( coisa rar no mês que passaou aqui em Aracaju). Será que choveu por que eu sonhei? Provalvelmente.
Foi uma chuva muito boa, daquelas que veem quando você já está na cama e servem como cola super-bonder,pois depois delas você não sai tão cedo da mesma. Coisa realmente muito boa. Já o sonho/ sonhos foram bem confusos, mas aconteceu uma coisa marcante em um deles, que não esqueci, por isso foi marcante (dã). Eu sonhei que brigava com alguém, e em certo momento da briga eu atirava uma pedra negra em tal pessoa, que era judia. Como eu sabia que tal pessoa era judia? Olha só, primeiro de tudo: eu estava brigando com uma pessoa específica(que eu conheço e não gosto mesmo), de repente ela mudou de face, e ficou com a cara do Luciano Huck( que é judeu)...Fazer o quê né? Eu joguei a pedra, e ele debochou da minha atitude, e perguntou se era assim que eu queria vencê-lo, e falou que eu nunca ia fazê-lo, pois o seu país era mil vezes superior ao meu. Taí a resposta né? Eu era palestino. Isso tudo é muito confuso. Não sou anti-semita, mas Israel desceu muito no meu conceito depois desses últimos acontecimentos que vimos na TV.
Outro detalhe, a cor da pedra(negra), faz referência a um filme que assiti no SBT sábado, esqueci o nome, mas tem o Morgan Freeman, e conta a estória de um cara que foi preso injustamente, e passa trinta anos na cadeia, até fugir. Resumindo, no final ele deixa uma carta pro amigo, enterrada debaixo de uma árvore, e em cima desta está essa pedra negra. Fui longe né?
Acho que vou me mudar para Palestina, para jogar pedras no exército israelense. Ou eu posso jogar pedras (simbólicas) neles, aqui mesmo no ocidente. Talvez funcione mais. Caso a se pensar.



Aparições e citações deste post:

1º Luciano Huck e família.


' oi xente'

2º Xuxa.


Eu já disse à ela que o título do post não foi plágio daquela música:
' Sonhar, sonhei meu coração se apaixonar. Me leva pro futuro!'



3º Cola Super-Bonder.


Lembrei do filme 'House of max'(casa de cera), que coisa. Desagradável mesmo. Nunca mais assisto esses 'terrores carniça'.


4º O filme que assisti foi esse:

Muito bom mesmo.


5º E pra fechar com chave de ouro, não custa nada sonhar com uma Palestina assim, calma e bonita como o Mar da Galiléia.

2 comentários:

garrafa e mar disse...

Caramba! Os seu sonho foi bem, digamos, pautado pelas experiências marcantes dos últimos dias. Isso deve ser comum, mas não deixa de ser surpreendente.

Mande pedras opinativas. É melhor. Mas tem q ser pedras de qualidade, entende? Boas opiniões.

Abraços

iaeeee disse...

Aí Garrafa! Pois é, as pedras devem ser de qualidade. Mas devem também cumprir o papel da pedra em guerras: machucar. Esse machucar seria em um sentido figurado, claro. Eis um trabalho difícil, poucos conseguem, e quero ser um desses. Então começar a estudar né' eu mesmo', ehehhe.

Abraço pra tu.